conecte-se conosco

Polícia

Corpo decapitado é encontrado em Antonina

Publicado

em

Uma denúncia anônima, repassada na noite de quarta-feira, 28, por volta das 21h, para o COPOM – Centro de Operações Policiais Militares, pelo 190, da cidade de Antonina, indicava que o corpo de um homem estava enterrado em um terreno, nos fundos de uma casa, no bairro Batel.

Viaturas da RPA – Rádio Patrulha Auto foram até o endereço indicado, um imóvel na Rua Erasmo Ribeiro da Fonseca Araponga e constataram o fato.

Ao verificar um terreno, nos fundos de uma residência, os policiais encontraram um colchão manchado com sangue e um cobertor. Iluminando o local com lanternas, as equipes visualizaram os pés e parte das pernas de um homem, que estava com o restante do corpo enterrado.

A área onde o corpo foi encontrado permaneceu isolada até a chegada da Criminalística e IML – Instituto Médico Legal.

PROPRIETÁRIO

Enquanto aguardavam a equipe da Polícia Civil, outra informação anônima foi repassada para os policiais militares que estavam no local.

O proprietário da residência, que dava acesso ao terreno onde o corpo foi encontrado, estava nas proximidades.

Gustavo Moreira dos Santos, de 18 anos, foi abordado e preso.

FACAS

Dentro da casa de Gustavo, as equipes apreenderam quatro armas brancas. Duas facas pequenas e duas com lâminas maiores, tipo facão. Uma pá também foi recolhida no local.

Ao realizar uma rápida vistoria no interior do imóvel, os policiais constataram que algumas paredes da residência estavam sujas com sangue e outros pontos da casa indicavam terem sido lavados recentemente, fato que chamou a atenção dos militares.

SUSPEITOS

Diante da situação constatada e de outras informações recebidas via 190, equipes da ROTAM – Rondas Ostensivas Tático Móvel foram acionadas para participar de um cerco na região onde o crime aconteceu.

Os policiais foram até uma casa abandonada, na Rua Vereador Euclides Lucas, no bairro Tucunduva, onde vários indivíduos suspeitos estariam escondidos. O grupo teria participado do homicídio descoberto momentos antes.

Ao se aproximar do imóvel, as equipes flagraram dois suspeitos saindo do local. Eles entraram correndo em um matagal e não foram localizados.

A casa foi cercada e um indivíduo, que ainda estava dentro do imóvel, foi abordado.

Com Gabriel Araújo da Silva, de 22 anos, morador na Vila Horizonte, em Paranaguá, os policiais encontraram uma porção de maconha.

Indagado sobre a situação, Gabriel confessou que estava na casa, usada como esconderijo, por conta da morte de um indivíduo conhecido como “Galinha”.

Ele relatou ainda que conhecia os suspeitos que conseguiram fugir, porém, não informou os nomes.

Gabriel indicou uma casa onde o grupo teria se reunido antes do crime.

Tabletes de maconha, celulares, facas e uma pá foram apreendidos durante as diligências realizadas por equipes da Polícia Militar, em Antonina

MACONHA

Viaturas foram até o endereço indicado por Gabriel e conseguiram abordar, no interior da residência, Jefferson Luiz Onório Junior, de 19 anos, morador na Vila São Vicente, em Paranaguá.

O rapaz recebeu voz de prisão e também passou algumas informações sobre a morte de “Galinha”.

Durante buscas no quintal da casa, os policiais encontraram três tabletes de maconha.

Ao todo, foram apreendidos quase 700 gramas do entorpecente.

Tabletes de maconha, celulares, facas e uma pá foram apreendidos durante as diligências realizadas por equipes da Polícia Militar, em Antonina

CARRO

Seguindo com o cerco policial e verificando várias denúncias que chegavam para a corporação, as equipes da ALI – Agência Local de Inteligência e viaturas da RPA – Rádio Patrulha Auto, da cidade de Morretes, montaram uma barreira na rodovia Miguel Buffara, na região conhecida como KM 04, na saída da cidade de Antonina.

Durante a operação, as equipes perceberam que um veículo VW Gol, cor prata, com vários ocupantes, fez uma manobra brusca e entrou em um acesso lateral.

O carro foi perseguido e o condutor invadiu o quintal de uma chácara. Ao parar o veículo, três homens desceram correndo e fugiram.

Um casal e uma adolescente, que também estavam no carro, permaneceram no local e foram abordados.

Com o trio, nada de ilícito foi encontrado.

Dentro do carro, em cima de uma cadeirinha para bebê, os policiais encontraram uma porção de maconha.

ESTUPRO

Enquanto eram identificados através do sistema de informações da SESP – Secretaria Estadual de Segurança Pública, a adolescente relatou que foi vítima de estupro e que o corpo encontrado no bairro do Batel, seria do autor do crime.

Ainda no local, as equipes apuraram que os três suspeitos que fugiram, teriam participação direta na morte de “Galinha”. Um dos indivíduos seria conhecido como “Ciclope”.

A adolescente disse ainda que fotos e mensagens, armazenadas em um celular, comprovariam a situação.

Três celulares que estavam no carro e a porção de maconha foram apreendidos.

Todos os suspeitos e o material apreendido foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Antonina

DECAPITADO

Com a chegada das equipes da Criminalística e do IML – Instituto Médico Legal, o local onde o corpo foi encontrado passou por perícia.

Ao retirar a terra que cobria parte do corpo, o perito constatou que a vítima havia sido decapitada. A cabeça também estava na cova cavada pelos assassinos.

Edileno Cardoso Oliveira Cordeiro, de 28 anos, conhecido como “Galinha”, morador no bairro Barigui, em Antonina, estaria desaparecido desde a noite anterior.

O corpo do rapaz foi recolhido a sede do IML, em Paranaguá, onde passou por exames complementares.

TRIBUNAL DO CRIME

Por todos os fatos apurados, os policiais que atenderam a ocorrência acreditam que Edileno Cardoso Oliveira Cordeiro, vulgo “Galinha”, foi sentenciado à morte, pelo Tribunal do Crime.

Um inquérito policial foi aberto e o caso vai ser investigado pela Polícia Civil de Antonina.