Connect with us

Paranaguá 372 anos

Leão da Estradinha: O time de tradição dos torcedores parnanguaras

Rio Branco Sport Club há 106 anos é tradição no Paraná

Publicado

em

O Rio Branco Sport Clube está no coração do parnanguara há décadas. Fundado em 13 de outubro de 1913, é o terceiro clube mais antigo do Paraná. O apelido Leão da Estradinha vem desde suas primeiras participações no Estadual, logo após sua fundação, quando seus jogadores davam trabalho às equipes da capital e eram chamados de “leões”.

Dentre suas conquistas é recordista de títulos no campeonato amador de Paranaguá, tricampeão do torneio Início e tricampeão do Interior no Paranaense.

Erminho defendeu o Leão da Estradinha por 14 Campeonatos Paranaenses (Foto: Arquivo do atleta)

Torcedor, ex-atleta e atual presidente do Rio Branco SC, Emerson Oliveira, o Erminho, fala deste amor pelo clube. “Defender as cores do Rio Branco é algo diferente, é uma situação que só quem vestiu a camisa do clube e jogou dentro da Estradinha sabe o que é. Falo isso, pois participei de 14 campeonatos paranaenses e é algo que fica marcado na minha vida”, destaca Erminho.

“O Rio Branco é conhecido pela garra, pelo calor dos torcedores e da Estradinha, é, por exemplo, como se fosse o Boca Junior na Argentina, aquela situação que jogando no seu estádio ninguém vence, e assim é a Estradinha e o Rio Branco, que se fundem e caminham juntos”, completa.

Jogador, diretor e torcedor

Já a história de Renato Nascimento com o Rio Branco tem início nos idos de 1957. Renato, atleta amador, funcionário do Banco do Brasil, não treinava regularmente com o time, mas quando era possível, ao término do treino tático/físico, dava algumas voltas no campo para aprimorar o condicionamento físico. Mesmo não participando de todos os jogos, foi o 4.º maior artilheiro do Rio Branco entre 1956 e 1965, participando de 75 jogos dos mais de 230.

Renato Thomaz do Nascimento Filho, jogador, diretor e torcedor, com o filho Carlos Eduardo, sempre acompanhando o time do coração

A relação com o Rio Branco continuou como diretor, sendo por duas vezes tesoureiro em gestões de diferentes presidentes. Como torcedor não deixa de acompanhar os jogos, tendo este ano prestigiado jogos na Estradinha devidamente vestido com a camisa de seu time, uma paixão que passou para os filhos Renato Thomaz do Nascimento Neto e Carlos Eduardo Santos do Nascimento.

“De pai para filhos, uma paixão pelo Rio Branco, nosso time de coração, uma entrega pela qual nunca medimos esforços para fazermos tudo que era possível para o seu sucesso. No período em que nosso pai, Renato, era o tesoureiro do Rio Branco, eu e meu irmão fomos os seus auxiliares. Hoje, como torcedores, sempre que podemos estamos na Estradinha, nas arquibancadas do Nelson Medrado Dias, sofremos com o nosso Leão da Estradinha, o pai como se imaginando, ‘se fosse eu era gol’, querendo chutar aquela bola para as redes, nós, os filhos, ficando roucos de tanto gritar pelo nosso time de coração”, comenta Carlos Eduardo.

Mensagem

O presidente do Rio Branco, Erminho, em nome da diretoria do clube, aproveita a oportunidade para parabenizar a cidade pelo seu aniversário. “Gostaria de parabenizar Paranaguá pelo seu aniversário, comemorado neste dia 29 de julho, e dizer aos torcedores que, apesar desta situação que estamos passando em decorrência a pandemia do Coronavírus, e se Deus quiser vamos passar todos juntos desta situação, pedindo sempre a orientação de Deus, estamos trabalhando e trabalhando muito. Como vocês puderam acompanhar, este ano tínhamos um planejamento, no qual estava tudo correndo dentro da normalidade, até que apareceu esta pandemia, parando o campeonato e parando tudo. Mas gostaria de informar o torcedor que a diretoria está trabalhando e procurando fazer o melhor pelo clube”, finalizou Erminho.