Connect with us

Editorias

Mulher assassinada com tiro na cabeça tem o corpo queimado em Matinhos

O corpo da vítima pode ter sido transportado em um carrinho. Um rastro de sangue foi encontrado no local onde o fato aconteceu

Publicado

em

O corpo de uma mulher, parcialmente carbonizado, foi encontrado por populares na manhã desta sexta-feira, 15, por volta das 7h, dentro de uma valeta, na Rua Florianópolis, no bairro Vila Nova, em Matinhos.

De acordo com a polícia, Sthefhany Silva de Santana, de 28 anos, teria sido assassinada no final da madrugada com um tiro na cabeça. O corpo foi jogado em uma valeta e incendiado.

Durante o trabalho de perícia, realizado no local pela equipe da Criminalística, os policiais encontraram um rastro de sangue que seguia pela rua e terminava em um barracão. O local é usado para recolhimento e separação de material reciclável.

Na frente do imóvel, o perito encontrou certa quantidade de óleo, que foi derramado para tentar esconder o sangue.

O interior do barracão também foi periciado e o material recolhido pode ajudar na investigação. Um carrinho, pode ter sido usado para transportar o corpo.

Policiais civis de Matinhos acompanharam o trabalho da Criminalística e ouviram algumas testemunhas. Um homem, que se identificou como companheiro de Sthefhany, esteve no local e conversou com os investigadores. Ele disse que a vítima estava desaparecida desde a noite anterior.

IML

O corpo de Sthefhany Silva de Santana foi recolhido pelo IML – Instituto Médico Legal, onde passou por exames complementares. Familiares estiveram na sede do órgão e providenciaram a documentação necessária para identificação e liberação do corpo.

Sthefhany morava em Paranaguá com a família, mas tinha parentes na cidade vizinha, onde foi assassinada.

13.º HOMICÍDIO

Este foi o 13.º homicídio registrado em Matinhos, em 2020. No litoral são 59 casos.

Equipes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros também atenderam a ocorrência.