conecte-se conosco

Infraestrutura

Prefeito explica andamento da revitalização do Palácio Visconde de Nácar e Casa Elfrida Lobo

Marcelo Roque ressalta que benfeitorias reforçam valorização histórica da cidade

Publicado

em

Foto: Prefeitura de Paranaguá/Divulgação

É impossível pensar em Paranaguá, cidade-mãe do Paraná, com 373 anos de história, sem pensar em seus casarios, com importância turística, arquitetônica e cultural, inclusive com várias edificações tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Em entrevista à Folha do Litoral News, o prefeito Marcelo Roque destacou a importância da revitalização desses prédios, algo que está sendo realizado pelo município no Palácio Visconde de Nácar, cujo o projeto executivo será entregue em agosto deste ano, e na Casa Elfrida Lobo, cuja revitalização já está em andamento após processo licitatório. 

“Na segunda-feira, 11, tivemos uma reunião com o gerente geral de Rede da Caixa Econômica Federal de Paranaguá, Marcelo Novatzki, ele veio se apresentar, mas já fizemos um pedido a ele: mais um empréstimo para que possamos terminar duas obras importantes em Paranaguá, uma é a Atílio Fontana, que queremos asfaltar ela em um projeto que vai passar dos R$ 30 milhões e o restante deste dinheiro queremos investir na revitalização do Palacete Visconde de Nácar, algo que deve passar dos R$ 8 a R$ 10 milhões”, afirma Marcelo Roque.

“Futuramente o Palácio Visconde de Nácar será um museu do estado do Paraná”, detalha Marcelo Roque

Segundo o prefeito, o Palácio Visconde de Nácar, cuja responsabilidade foi assumida pela Prefeitura de Paranaguá no início de 2021, foi um prédio que ficou abandonado por muito tempo, sem manutenção. “O projeto já está correndo, temos até o mês de agosto para entregá-lo e, paralelamente, já fazer a licitação do restauro”, informa. 

“Futuramente o Palácio Visconde de Nácar será um museu do estado do Paraná. Estamos acertando com o Governo do Estado e Unespar que o local seja um museu do Paraná. Isso com certeza vai atrair muitas pessoas ao nosso município, com este prédio tão importante tendo agora uma função, com a história que nós temos, riqueza que possuímos neste local”, afirma o gestor.

Construído em 1.856, o Palácio Visconde de Nácar é uma parte viva da história e da cultura de Paranaguá e do Brasil, que foi casa de Visconde de Nácar, personalidade histórica parnanguara e paranaense, já tendo hospedado Dom Pedro II em 1.880 e sediado repartições públicas. 

Casa Elfrida Lobo

Casa Elfrida Lobo está sendo reformada com investimento de R$ 2 milhões (Foto: Arquivo)

Outro ponto destacado por Marcelo Roque foi a restauração da Casa Elfrida Lobo que está sendo realizada com os recursos de emenda enviada pelo senador Álvaro Dias de cerca de R$ 2 milhões. “Isso já está sendo feito. A parte burocrática e licitação foi realizada e fazem 30 dias que já estão restaurando a Elfrida Lobo”, detalha Roque.

“São casarios muito importantes do nosso município e que infelizmente ficaram para trás em outras gestões e que nós estamos tendo a oportunidade de revitalizá-los e mostrar a histórica rica que nós temos em Paranaguá e no Paraná”, ressalta. 

Estação Ferroviária

Estação Ferroviária foi revilitazada e entregue em 2020 pelo município

Com 136 anos de história, a Estação Ferroviária de Paranaguá, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), após estar abandonada por vários anos, foi reinaugurada totalmente restaurada à população de Paranaguá em 5 de junho de 2020. A reforma, que contou com um investimento total de R$ 2,2 milhões (R$ 1,7 milhão do Governo Federal e R$ 435 mil da prefeitura). Durante a pandemia, a edificação funcionou como ponto central da vacinação contra a Covid-19, algo que ocorreu no início de abril. 

A Estação retomará agora o seu foco turístico. “Estamos atuando para que ocorra a volta do trem turístico de passageiros. O foco é que nós tenhamos uma Litorina, para que os turistas possam visitar a Estação e Paranaguá. Estamos dando uma roupagem nova para a nossa cidade”, finaliza Marcelo Roque.