conecte-se conosco

Infraestrutura

Avança processo de conservação da rodovia de Guaraqueçaba

DER/PR deve investir entre R$ 5 mi a R$ 6,4 mi na manutenção da rodovia no litoral do Paraná

Publicado

em

Fotos: DER/PR

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) abriu na terça-feira, 7, os envelopes com documentos de habilitação das participantes na licitação da conservação da PR-405, rodovia não-pavimentada de acesso para Guaraqueçaba, no Litoral do Estado.

Três empresas estão disputando o contrato, tendo já apresentado propostas de preços na etapa anterior, realizada no final de maio, variando entre R$ 5 milhões a R$ 6,4 milhões.

A comissão de julgamento vai analisar os documentos e publicar uma classificação final no Diário Oficial e no portal Compras Paraná, anunciando a vencedora. A publicação também dará início ao período de recursos e contrarrazões quanto ao resultado. A licitação acontece na modalidade Concorrência Pública, em que o vencedor é definido pela proposta de preço mais vantajosa para a administração pública, e pela habilitação de sua documentação.

O edital prevê, pelo prazo de dois anos, serviços de conformação do subleito, com material de revestimento; regularização do leito da rodovia com motoniveladora; cascalhamento; escavação de locais onde há necessidade do rebaixamento da plataforma da pista; reaterro, de preferência com o próprio material escavado; execução de bueiros tubulares de concreto; escavação de valas com escavadeira hidráulica ou retroescavadeira; escavação para saída de água; execução das alas dos bueiros com alvenaria de pedra de mão argamassada; e execução de camada de pedra jogada nas saídas dos bueiros, entre outras soluções.

A PR-405 começa dentro de Guaraqueçaba, onde tem o nome de Avenida Ararapira. Com extensão total de 76,61 quilômetros, ela termina no entroncamento com a PR-340, na localidade conhecida como Cacatu, já no território de Antonina.

NÃO PAVIMENTADAS

Assim que este contrato estiver assinado, o DER/PR terá garantido serviços de conservação para todas as rodovias não-pavimentadas de sua Superintendência Regional Leste, que inclui a Região Metropolitana de Curitiba, o Litoral, região Sul e parte do Sudoeste.

As outras rodovias estão contempladas em quatro contratos de conservação iniciados no final do ano passado, um investimento de R$ 8,14 milhões para atender 263,88 quilômetros pelo prazo de um ano. Os contratos atendem as seguintes rodovias e municípios:

PR-092 e PR-340 – 82,58 km – R$ 2.912.038,24

Cerro Azul, Doutor Ulysses e Tunas do Paraná

PR-090, PR-510, PR-511 e PR-512 – 43,18 km – R$ 1.265.950,93

Campo Largo, Contenda, Lapa e Quitandinha

PR-281 e PR-433 – 88,42 km – R$ 2.501.902,62

Lapa, Mallet e São Mateus do Sul

PR-160 e PR-446 – 49,7 km – R$ 1.460.508,41

Bituruna, Paula Freitas, Paulo Frontin e Porto Vitória

Fonte: AEN