conecte-se conosco

Espaço Poético

Nada Perdido

Publicado

em

Nada pode ser perdido

De um amor como o nosso.

Os passos, as distâncias,

Os rostos, as paisagens,  

Tudo em nossa mente, gravado no coração.

Lembranças daquela fronteira onde nasce a alegria,

O prazer do cheiro depois da chuva,

O barulho do silêncio.

Palavras como cristais de Lua,

o luxo de nunca se bastar,

A verdade alheia.

Não se perde nada

De um amor como o nosso…

Aquele brincar com o azul dos sonhos

Como clandestinos no palco do Infinito.

Não, não há nada perdido.

Nada…

Autoria: Juciane Afonso

Continuar lendo
Publicidade