conecte-se conosco

Editorial

Outubro Rosa e a valorização da vida

Atualmente, o rosa está ligado à disposição e à vida e nada mais oportuno para que o mês de outubro, desde 1990, nos Estados Unidos, tenha sido associado a esta cor.

Publicado

em

Há muito tempo, a cor rosa esteve associada ao sexo frágil, à sensibilidade da mulher e ao símbolo do gênero feminino. Mas, em pleno século XXI, o rosa tornou-se um símbolo de luta, de batalha, de força, e de atitude, o qual tem representado tanto mulheres como homens.

Atualmente, o rosa está ligado à disposição e à vida e nada mais oportuno para que o mês de outubro, desde 1990, nos Estados Unidos, tenha sido associado a esta cor. Foi a partir de uma distribuição de laços cor de rosa em uma corrida de rua, em Nova York, que a ideia ganhou proporções mundiais.

Desde então, muitos eventos neste mês têm como foco a conscientização da população sobre a importância da prevenção do câncer de mama. O movimento objetiva auxiliar mulheres sobre a efetividade do diagnóstico precoce e a desmistificação da doença.

Em Paranaguá, o Instituto Peito Aberto tem realizado diversas palestras em empresas e estabelecimentos voltados ao Outubro Rosa. No domingo, em parceria com a Rede Feminina de Combate ao Câncer realiza a 6.ª Corrida e Caminhada Contra o Câncer em Paranaguá. Uma iniciativa que busca mais que promover uma competição, mas sim ressaltar a importância da união da sociedade por uma causa justa e promover a atividade física, que tem papel principal na vida de todo ser humano.

Vale ressaltar que toda a renda obtida será revertida em prol das ações das entidades e, portanto, é momento de prestigiar o evento e valorizar quem dedica seu tempo e une esforços para uma causa que coloca a valorização da vida em primeiro lugar. Vestir a causa do Outubro Rosa é mais que um ato de amor próprio, é a valorização da existência.

Continuar lendo
Publicidade

Em alta