Logotipo

02 de março de 2019

Cuidado com os excessos do Carnaval

O Carnaval é uma festa tradicionalmente brasileira, com um feriado muito aguardado e planejado pela população. É um importante momento para incrementar a economia do País, movimentar o turismo e levar mais alegria às ruas.

Com grande destaque nacional, o Carnaval tende a ser sempre marcado pelos excessos. Começando pelo excesso de dias, para aqueles que não tiraram alguns a mais, o feriado oferece, geralmente, quatro dias de folga. Assim como o descanso prolongado, outros, vale destacar, são bons: excesso de alegria, diversão, festas, encontros, amigos, familiares, fantasias e até de criatividade dos brasileiros.

Embora, as festas sejam as mais lembradas, há um lado bastante negativo. O Carnaval também é marcado por excessos que trazem prejuízos em vários aspectos. Um deles, o excesso de bebida alcoólica e drogas, combinadas à direção, imprudência que resulta em acidentes de trânsito e vidas perdidas. Somente no ano passado, foram registradas cerca de 3.200 ocorrências indenizadas pelo seguro DPVAT no período da festa.

O número de atendimentos de violação dos direitos das crianças e adolescentes também é uma estatística negativa. Denunciar o abuso e exploração sexual de menores é dever de todo cidadão.

Outro excesso que atrapalha a festividade, mas que agora pode resultar em prisão com pena de até cinco anos, é a liberdade que homens acreditam ter com relação ao corpo das mulheres durante o Carnaval. O movimento “Não é Não” intensifica a lei de importunação sexual, novidade neste Carnaval, que torna crime o fato de um homem assediar uma mulher durante as festas. Que fique claro a eles: roupas curtas e animação em excesso não são um convite para o assédio.

Para que a alegria não seja transformada em tragédia neste Carnaval, os foliões precisam estar atentos às boas e velhas recomendações que todos os anos são amplamente divulgadas, mas que pouco se concretizam, resultando em um saldo lamentável na quarta-feira de cinzas. Que o balanço deste Carnaval seja, acima de tudo, de respeito. Respeito no trânsito, às mulheres, às crianças e, em especial, à vida.

Compartilhe

Colunistas