Logotipo

28 de agosto de 2019

A inclusão no meio social

Na atualidade, é perceptível que o Brasil enfrenta grandes desigualdades sociais e, consequentemente, exclusão de pessoas pertencentes a diferentes grupos, os quais passam por uma violação dos seus direitos básicos, que, obrigatoriamente, devem ser garantidos a todos os cidadãos.

Muito se fala sobre a inclusão em diferentes vertentes, assim como vários estudos são efetivados, no entanto é preciso se ater que tal mecanismo é resultado de uma série de ações capazes de garantir a participação igualitária de todos na sociedade, independente da classe social, condição física, educação, gênero, orientação sexual, etnia, entre outros quesitos. A partir desse pressuposto, é possível se afirmar que a inclusão social é extremamente necessária para que seja efetivada uma real transformação no mundo, conferindo a ele características mais humanizadas.

Nesta Edição da Folha do Litoral News, há uma matéria sobre a retomada da Pastoral do Surdo da Diocese de Paranaguá, a qual tem como objetivo primordial garantir a inclusão dos surdos e fomentar entre esse público a possibilidade de participação, interação social, garantindo a cada um o acesso a atividades pensadas e desenvolvidas visando a favorecer os surdos e melhorando o ambiente para essa parcela da sociedade.

É preciso que a cada dia mais ações sejam efetivadas, tendo em vista a construção de um espaço melhor, mais digno e pautado no respeito para com todas as diferenças. As dificuldades e deficiências existem, isso é inegável, mas tudo pode se tornar mais fácil de ser contornado em um ambiente livre de preconceitos, desrespeito e com mais amor a todas as pessoas.

É imprescindível se criar meios de facilitar o acesso a todos a atividades e locais, favorecendo o contato com cultura, arte e também com as ações religiosas, a que todas as pessoas têm o direito de participar e expressar livremente sua fé ou crença.

A democracia neste País precisa ser fortalecida dia após dia e investir em ações de inclusão é um importante passo para se concretizar tal aspecto, portanto, parabéns aos envolvidos nesta retomada da Pastoral e que mais ações sejam implantadas tendo como princípio melhorar a qualidade de vida de todas as pessoas.

Compartilhe

Colunistas