Logotipo

Saque imediato do FGTS pode beneficiar 96 milhões de trabalhadores

28 de agosto de 2019

As datas de liberação dos repasses são diferentes para quem tem conta poupança na Caixa Econômica

Compartilhe

A partir de setembro de 2019, os trabalhadores brasileiros poderão contar com um dinheiro a mais na conta. O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), criado com o objetivo de proteger o trabalhador demitido sem justa causa, foi liberado pelo chamado “saque imediato”. Cerca de 96 milhões de trabalhadores poderão sacar até R$ 500 por cada conta, tanto da ativa como da inativa.

Os repasses serão feitos até 31 de março de 2020, conforme a data de nascimento dos beneficiários. Caso a pessoa tenha conta poupança na Caixa Econômica Federal, o valor será depositado automaticamente. Pessoas nascidas em janeiro, fevereiro, março e abril receberão no dia 13 de setembro.

Aqueles que fazem aniversário em maio, junho, julho e agosto, recebem a partir do dia 27 de setembro de 2019. Para trabalhadores nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro, o pagamento será feito a partir do dia 9 de outubro de 2019. Segundo a Caixa, cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança.

PARA QUEM NÃO TEM CONTA NA CAIXA

Quem não tem conta na Caixa vai precisar aguardar as datas estipuladas pelo Governo Federal para ir até a agência mais próxima realizar o saque, de acordo com o mês que faz aniversário, sendo: janeiro (18/10/2019), fevereiro (25/10/2019),  março  (08/11/2019), abril (22/11/2019), maio (06/12/2019), junho (18/12/2019),   julho  (10/01/2020), agosto (17/01/2020), setembro (24/01/2020), outubro (07/02/2020), novembro (14/02/2020) e dezembro (06/03/2020).

A Caixa informou ainda que os saques de até R$ 100,00 poderão ser realizados em casas lotéricas, com apresentação de documento de identidade original com foto e número do CPF. Será feita a leitura da digital no momento do saque.

CONSULTA DO SALDO

O aplicativo para smartphones e tablets (com versão para Android, iOS e Windows) do FGTS está disponível para download gratuito. Depois de instalado, para ter acesso às contas, o trabalhador precisa inserir o número do CPF ou e-mail e a senha, que pode ser criada no primeiro acesso por meio do botão “Novo usuário? Cadastre-se”. É possível ainda fazer um cadastro para receber informações do FGTS por mensagens no celular ou por e-mail.

O aplicativo mostra todos os saldos das contas ativas e inativas, mas vale lembrar que o limite é de R$ 500,00 por conta. O beneficiário pode ainda consultar seu extrato do FGTS presencialmente no balcão de atendimento de agências da Caixa.
A Caixa informou ainda que também é possível ir a um posto de atendimento e fazer a consulta utilizando o Cartão Cidadão, desde que tenha em mãos a senha. O extrato do FGTS não pode ser consultado pelo telefone.

IMPACTO NA ECONOMIA

Neste ano, estima-se que sejam injetados mais de R$ 28 bilhões na economia. Especialistas recomendam que o dinheiro seja utilizado para pagar dívidas apenas se toda a dívida puder ser quitada. Quem quer investir, a dica dos economistas é aplicar o dinheiro no Tesouro Direto.

ACESSO AO EXTRATO

Mas como o trabalhador pode saber seu saldo no FGTS? É muito simples: basta fazer um cadastro no site da Caixa Econômica Federal, banco que é o gestor dos recursos do Fundo. Veja abaixo um passo-a-passo para consultar o extrato do FGTS.

SITE

No site da Caixa, procure o link “benefícios e programas” e, depois, “benefícios do trabalhador/FGTS”.
Se preferir, clique direto no site do FGTS .
Nesta tela, há uma opção  “acompanhe seu extrato”.

CADASTRO

Quem já tem senha no sistema só precisa informar CPF ou NIS (Número de Inscrição Social, também chamado de PIS/Pasep ou NIT). Quem ainda não tem senha, precisa fazer um cadastro. É só clicar em “cadastrar/esqueci senha”.

Basta informar dados pessoais, como nome completo, data de nascimento, nome da mãe e números do CPF e da identidade. E, depois, criar uma senha.

O trabalhador receberá a notificação de cadastro realizado. Para acessar seu extrato, terá que voltar à tela inicial e preencher novamente o número do CPF e a senha.

EXTRATO

O site do FGTS informa o extrato de todas as contas do trabalhador. Quem já teve mais de um emprego, tem várias contas, uma para cada empresa na qual trabalhou.
O demonstrativo trará informações sobre a empresa, a data de admissão no emprego e dois valores totais: saldo para fins rescisórios (soma de todos os depósitos feitos pelo patrão, mesmo que o trabalhador já tenha sacado alguma parte, pois sobre esse valor é calculada a multa de 40% em caso de demissão sem justa causa) e saldo (valor real existente na conta hoje).
 


Colunistas