Connect with us

Economia

Geladeira pode representar até metade da conta de luz

Regular a temperatura de acordo com a estação do ano e abrir a porta só quando necessário também são recomendações que precisam ser observadas

Publicado

em

Atenção ao consumo de energia deve começar na hora da compra e se estender por todo o tempo de uso

Não é só o aparelho de ar-condicionado que trabalha mais nos meses de calor. Os refrigeradores também exigem cuidado para que seu uso nos meses de calor não pese na conta de luz. O consumo mensal dos equipamentos avaliados pelo Inmetro no Programa Brasileiro de Etiquetagem chega a 85 kWh (quilowatt-hora), o que representa 51% do consumo médio residencial paranaense.
Para evitar surpresas na conta de luz, a atenção ao consumo de energia deve começar na hora da compra e se estender por todo o tempo de uso dos aparelhos. De acordo com o superintendente comercial da Copel, João Acyr Bonat Junior, o consumidor precisa avaliar o custo-benefício do conforto que procura. “Por exemplo, a capacidade da geladeira e a tecnologia aplicada em sua fabricação influenciam no consumo. Geladeiras maiores, frost-free, ou com o congelador na parte inferior normalmente consomem mais energia. Por outro lado, a tecnologia inverter reduz o consumo do aparelho”, explica.
Mesmo entre aparelhos avaliados como “nível A” pelo Inmetro – que correspondem de 70 a 98% da amostra total nesta categoria -, há variações significativas de consumo, que podem ser consultadas antes da aquisição na tabela disponível no site do Inmetro, ou estimadas pelo simulador de consumo disponibilizado na página da Copel. Isso acontece por causa da diferença de potência. Enquanto geladeiras mais comuns têm potência média de 45 a 150 watts, as duplex têm potência, em geral, de 250W.
A forma de uso do aparelho também influencia no resultado da conta. O refrigerador deve ser instalado em local bem ventilado, afastado das fontes de calor, como o fogão ou a luz do sol. Para que a placa na parte de trás do refrigerador possa expelir o calor, é recomendado deixar um mínimo de três centímetros livres nos lados, e oito nos fundos.
Regular a temperatura de acordo com a estação do ano e abrir a porta só quando necessário também são recomendações que precisam ser observadas. “Toda vez que a porta é aberta, o ar quente entra e o motor precisa trabalhar mais para retornar à faixa dos 3°C a 5°C na geladeira, -15°C no congelador, bem diferente da nossa temperatura ambiente”, alerta Acyr. Pelo mesmo motivo, colocar alimentos ainda quentes dentro da geladeira e deixar fresta na porta por causa da borracha já ressecada são situações que aumentam o consumo de energia.

OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO

O consumo consciente de energia elétrica não é apenas importante para manter o orçamento familiar sob controle, mas também contribui para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), melhorando o uso dos recursos naturais do planeta. 

AEN

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.