Logotipo

13 de março de 2019

Diagnosticar para tratar

Há um velho ditado muito apregoado que diz sabiamente que "é melhor prevenir que remediar". A experiência e o conhecimento levam a este saber e ao reconhecimento da veracidade contida na sabedoria popular e uma boa notícia para a educação no Paraná também deve, sem sombras de dúvidas, estar pautada nesta vertente.

Hoje, como se pode verificar em matéria veiculada nesta edição da Folha do Litoral News, haverá a realização da primeira edição da Prova Paraná, que consiste em uma avaliação básica com conteúdos condizentes com os níveis de aprendizagem das séries a serem consultadas. Portanto, hoje haverá avaliação nas escolas públicas do Estado para que haja subsídios indispensáveis para se repensar o ensino no Paraná.

A partir dos resultados a serem obtidos será possível se proceder a uma real análise da educação paranaense e, a partir daí, se traçar novos objetivos e metas, todos voltados a sanar os reais problemas detectados entre os maiores beneficiados desta ação: os estudantes.

O ensino precisa produzir ecos no aluno para que desta forma cada um deles possa se tornar um multiplicador das questões aprendidas. Tal análise da educação possibilita se pautar o ensino no que verdadeiramente é necessário e imprescindível em se tratando da aprendizagem e torna possível diagnosticar os principais problemas na sala de aula, assim,  automaticamente se tem um novo caminho a ser trilhado, o qual necessariamente deve possibilitar a melhoria na educação e mudanças em um dos principais elementos da aprendizagem, o aluno.

A educação tem o poder de transformar, de mudar, desde que haja a interação entre todos os elementos e não se aponte para as salas de aula e educadores como vilões, pois a vilania não está no profissional, mas nas condições de aprendizagem, na falta de cuidado com o ensino público, na ausência de zelo para com a formação de cidadãos, no sucateamento da estrutura educacional, dentre tantos outros fatores.

Assim, ao se buscar conhecer os problemas na aprendizagem está se evidenciando um importante passo rumo a um novo trabalho, o qual tem a tendência de ser bem-sucedido, pois está voltado para a realidade das salas de aula, sem idealizações e falsas perspectivas.

Compartilhe

Colunistas