conecte-se conosco

Cultura Viva

…E o sonho continua

O que causa espanto é que, com uma seleção de jogadores tratados como grandes estrelas, os resultados tenham sido pouco estimulantes.

Publicado

em

…E o sonho continua

Brasileiros de todos os municípios prosseguem ansiosos, acompanhando cada lance dos jogos da seleção brasileira de futebol na copa do mundo.

Já obtivemos vitórias, insossas, mas válidas para a classificação, que proporcionam ao nosso povo motivo para festas ruidosas.

Hoje acontecerá mais um confronto. Mais um dia para que o nosso povo se desligue em parte dos compromissos com a vida, para em grupos ou com a família acompanhar os noventa minutos de bola rolando no campo e batidas descompassadas do coração de cada um de nós. O que causa espanto é que, com uma seleção de jogadores tratados como grandes estrelas, os resultados tenham sido pouco estimulantes, quase opacos, enquanto outras equipes, sem astros fulgurantes, estejam com desempenhos bem mais brilhantes.

Todos aguardamos que a equipe desperte da letargia e faça valer a tradição conquistada em cinco copas mundiais, do contrário teremos que amargar a perda da única válvula de escape para as decepções em que o povo brasileiro vive mergulhado, nestes tempos em que as alegrias andam tão escassas…

Quem sabe se a conquista do hexacampeonato de futebol mudará, através do orgulho pela vitória, o comportamento da classe política tão corrompido por conquistas financeiras operadas sorrateiramente… Talvez inspirados pelos nossos jogadores que, jogando aberto, demonstram a força e o talento do nosso povo, esses políticos que só denigrem a classe, acordem e valorizem a honra, a dignidade, a ética, valores insuperáveis para a projeção mundial.

O nosso temor é que o nosso futebol volte da Rússia, derrotado e nós percamos o entusiasmo, a alegria de sermos brasileiros.

E desanimados, com as esperanças esmaecidas, sejamos presas fáceis dos abutres que venham a nos enlaçar nas redes preparadas para a caçada do mês de outubro. Enquanto isso, continuemos torcendo pelos nossos jogadores, porque sonhar é sempre consolador, e a esperança com o seu verde é sempre promessa de renovação.

Ivone E. Marques

Continuar lendo
Publicidade

Em alta