conecte-se conosco

Valmir Gomes

CAMISA 10

Publicado

em

Coluna Valmir Gomes

Tempos atrás e nem faz tanto tempo assim, a camisa de um time era uma bandeira da entidade. Tenho até hoje uma camisa do Santos do Pelé, um manto sagrado. Limpa sem nenhuma propaganda, só o preto e o branco e sua história mágica no futebol. Botafogo igual, um manto sagrado. Hoje a camisa de qualquer clube, está lotada de publicidade, as cores e a tradição pouco valem. Ter uma camisa do Palmeiras a número 10 do ídolo Ademir D’aguia, era o máximo. Camisa limpa, só o distintivo do Palmeiras as cores do Palmeiras e a história do Palmeiras. Um pano sagrado, uma bandeira, havia também os resquícios do futebol mágico do Ademir o seu número 10. Hoje as camisas viraram um outdoor, perderam sua magia. Propaganda pode e deve ser feita, todo exagero se torna prejudicial, sem destaque e sem visibilidade, perdem todos. Adeus manto sagrado.

UMA VAGA EM MARINGÁ 

Sim domingo tem decisão e das boas, em Maringá o time da casa decide vaga com o Operário, imagino muitas emoções na cidade das árvores. Invicto em casa o time do Jorge Castilho pode ser considerado favorito. Porém do outro lado está o Operário do Claudinei Oliveira, um vencedor como técnico. Imagino um jogo carregado de emoções.

ATLE-TIBA

Como quem não quer nada, o time do Coritiba vem chegando de mansinho, começou irregular e foi se arrumando aos poucos. Hoje está bem melhor do que antes, ainda sem o brilho necessário para disputar a primeira divisão. Já o seu adversário CAP anda mal das pernas. Ainda não tem o time ideal, e sua torcida vive às turras com o técnico. Todo jogo tem coro, fora Valentim. Domingo terá oportunidade de se recuperar com todos.  A vantagem do Coritiba é boa, porém não garante vaga. 

CARLINHOS NEVES

Conheci Carlinhos no Pinheiros na década de 80, fiquei amigo do seu pai que ia assistir aos treinos, era um bom papo. Após, Carlinhos Neves se tornou um craque na sua área, uma referência da preparação física no Brasil. Mais do que isto um vencedor. Pois bem dias atrás Carlinhos interrompeu sua aposentadoria. Com pompa, como merecem os fora de série, foi apresentado à imprensa pelo Presidente Mario Celso Petraglia como novo integrante da preparação física do Athletico. Um golaço da diretoria. Agora dias após o evento, nos chega a notícia. Carlinhos foi despedido por Petraglia em rápida conversa telefônica. Surpresa geral. Por sua carreira e por seu comportamento pessoal e profissional, sua demissão causou mal-estar á todos da área do futebol no CAP. Soube que foi um ato pessoal do presidente Petraglia. Daqui minha solidariedade ao cidadão e profissional Carlinhos Neves. Seu curriculum cheio de grandes conquistas é sua melhor resposta a surpresa do ocorrido.

AGRADECIMENTO

Venho por meio desta coluna, agradecer o carinho de tantas mensagens, que me foi enviada ontem por ocasião do meu aniversário. A lembrança e o conteúdo das ditas mensagens, me rejuvenesceram mentalmente e fisicamente. Como homem de fé, sei da força espiritual que uma simples mensagem pode causar ao ser humano. Imaginem ás centenas de mensagens que recebi. Obrigado meus queridos e minhas queridas. Saúde e paz para todos vocês.

PAZ NO FUTEBOL

Está chegando mais um fim de semana, espero que os campeonatos regionais cheguem ao seu final da melhor maneira possível. Que os resultados de campo sejam dentro das leis do jogo, que os dirigentes e atletas se conscientizem, que o futebol é um esporte, não uma batalha campal. Que as torcidas organizadas sejam pacíficas. Vamos mudar este jogo. Paz minha gente.

Continuar lendo
Publicidade