conecte-se conosco

Educação com Ciência

Como estimular a autonomia das crianças?

A educação dada pelos pais e responsáveis deve possibilitar que a criança construa seu próprio conhecimento, tornando-se responsável pelas suas ações.

Publicado

em

O trabalho pedagógico, realizado nas escolas, deve promover momentos de interação, a fim de criar habilidades de comunicação, pensamento e o exercício da autonomia.

Na família, não deve ser diferente. A educação dada pelos pais e responsáveis deve possibilitar que a criança construa seu próprio conhecimento, tornando-se responsável pelas suas ações.

A autonomia deve ser entendida como a capacidade que a criança tem para realizar suas atividades e construir sua identidade, com iniciativa e empatia. A autonomia permite que a criança seja capaz de tomar decisões e resolver seus próprios problemas. Ações simples e corriqueiras, na visão do adulto, como escolher a roupa que deseja vestir, proporcionam aos pequenos o aprimoramento da sua autonomia, a capacidade de criar julgamentos a partir de observações e reflexão.

Jean Piaget, biólogo, psicólogo e um dos principais estudiosos sobre o desenvolvimento infantil, defendia a ideia de que antes da criança construir sua autonomia, ela passa por fases de anomia e heteronomia. Ou seja, a medida que a criança cresce (em idade cronológica e maturacional) desenvolve-se a sua capacidade de produzir conhecimento e ação. 

A anomia é a fase em que a criança não reconhece regras como uma normativa de convívio. Até cerca de 2 anos de idade é normal que a criança aja unicamente segundo seus próprios desejos.

A partir dos dois primeiros anos, a fase da heteronomia, a criança tende a imitar e seguir as regras ditadas pelo outro. A internalização das orientações acontece sem muitos questionamentos, reflexão ou tomada de consciência.

Da heteronomia a criança avança para a autonomia, o que acontece, para Piaget, a partir dos dez anos de idade.

Pais e professores devem permitir, gradualmente, que as crianças efetivem sua autonomia. É preciso apoiar, facilitar as experiências e dar-lhes segurança para agir. Para isso, é fundamental que o adulto saiba escutar a criança.

Como facilitar a construção da autonomia dos filhos e alunos:

  • Não antecipar as ideias e as falas das crianças; cada uma tem seu tempo próprio para organizar o pensamento.
  • Reconhecer a vontade da criança; os adultos devem intervir no momento apropriado, auxiliando as crianças na busca dos entendimentos.
  • Permitir que a criança erre sem julgamentos; é importante deixar a criança ser criança.
  • O adulto deve evitar realizar todas as ações pelo pequeno; conforme o grau de dificuldade da ação, deixe-o fazer sozinho.
Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.