conecte-se conosco

ADI Paraná

Academia de Letras

Publicado

em

ADI

A Academia Paranaense de Letras (APL) vai eleger, no dia 13 de outubro deste ano, o novo membro da entidade. Dois advogados e um escritor disputam a cadeira de n.º 3 da APL. Estão inscritos para a eleição o advogado e poeta Gilmar Cardoso, da região de Campo Mourão, o jurista e professor curitibano Clémerson Merlin Clève e o escritor catarinense Saulo Adami, radicado há dez anos no Paraná. A cadeira de número 3 foi ocupada pelo jurista Renê Dotti, falecido em fevereiro.

Inova Paraná

O Projeto de Lei criado para fomentar a parceria entre Estado e empresas de tecnologia e criar um ambiente de inovação no Paraná, apresentado pelo deputado estadual e líder do Governo Hussein Bakri, foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa. Segundo Bakri, a proposta desburocratiza a legislação e permite que essas empresas ofereçam seus serviços ao poder público antes de tirar todas as licenças e alvarás exigidos hoje. “Esse projeto vai permitir a diversas startups colocarem de pé os seus projetos e, mostrando sua capacidade e competência”, afirmou.

Tecnologia agro

Será construído em Londrina uma nova unidade da Rizobacter do Brasil, multinacional líder em microbiologia agrícola. A empresa faz parte do grupo argentino Bioceres Crop Solutions, provedor global de soluções para a agricultura, listado na NASDAQ (mercado de ações eletrônico). Em Londrina serão produzidos inoculantes de leguminosas como a soja e produtos de biocontrole. “Um anúncio importante que irá trazer muitos empregos. O investimento de R$ 40 milhões irá fomentar vários segmentos em nossa cidade”, comenta o vereador Aílton Nantes.

Na legalidade

O deputado federal Ricardo Barros (PP), líder do governo na Câmara dos Deputados, divulgou nota oficial sobre a operação da Polícia Federal (PF) que investiga fraudes na venda de medicamentos para o Ministério da Saúde durante a sua gestão, entre 2016 e 2018. “Não sou alvo da operação e não se comprovará qualquer irregularidade na minha conduta à frente do Ministério da Saúde. As compras foram feitas dentro das normas legais,” disse o parlamentar.

Tetracampeão

O procopense Jeferson Machado, representando a Fundação de Esportes de Cornélio Procópio (Fecop), consagrou-se tetracampeão paranaense na categoria máster de Taekwondo, categoria faixa vermelha ponta preta, disputado na cidade de Matinhos. O Campeonato começou na sexta-feira e terminou no domingo, 19. Cornélio Procópio participou da competição com 7 atletas. Bueno informou também que a Fecop já está iniciando um trabalho com crianças, os interessados devem se inscrever na fundação do município.

Vamos vacinar!

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba anunciou a vacinação da covid-19 para adolescentes com comorbidades, o prefeito Rafael Greca aproveitou a ocasião para alfinetar o Ministério da Saúde. “Vamos começar com a vacinação de adolescentes com comorbidades e adolescentes com deficiência. Isso vai prosseguir até que integrantes do Ministério da Saúde ponham a mão na cabeça e aceitem a decisão da Anvisa de que todos os adolescentes do Brasil merecem imunização já”, disse.

Vai começar

O governador Ratinho Júnior confirmou que vai começar a vacinar adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades e jovens de 17 anos sem comorbidades. Segundo a normativa, a campanha para aqueles com alguma comorbidade acontecerá em ordem decrescente, e levando em consideração deficiências permanentes, gestantes e puérperas, indígenas e privados de liberdade. Os municípios devem utilizar doses remanescentes da reserva técnica, exclusivamente do imunizante Pfizer/BioNTech. “Esperamos que o Ministério da Saúde reveja sua posição e que todos possamos avançar na vacinação também, dos adolescentes em geral”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Cobranças excessivas

O senador Oriovisto Guimarães (Podemos) apresentou o Projeto de Lei que pode vedar as ligações telefônicas excessivas ao consumidor inadimplente, realizadas diretamente pelo fornecedor ou por empresas terceirizadas para veiculação de cobranças diversas. “Hoje, é muito comum as pessoas serem cobradas por meio de ligações telefônicas, mas essas ligações acabam se tornando inviáveis e abusivas para o consumidor inadimplente, muitas vezes vítima de falcatruas feitas com o roubo de seus dados pessoais”, justificou.

Nova tentativa

O ex-deputado federal Boca Aberta (Pros) entrou com recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) para se manter no cargo. Ele foi cassado na semana passada depois de a Câmara dos Deputados ter acatado decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Boca Aberta argumenta que a Câmara tirou seu mandato antes de receber o acórdão da decisão do TSE, que o considerou inelegível por ter sido também cassado pela Câmara Municipal de Londrina, em 2017, por quebra de decoro. O ex-deputado só conseguiu concorrer a deputado federal em 2018 com a ajuda de uma liminar.

Crianças a vacinar

As empresas Pfizer e BioNTech anunciaram que a vacina desenvolvida por elas contra a Covid-19 é segura e induziu uma resposta imune “robusta” em crianças de 5 a 11 anos. Os dados são preliminares e ainda precisam passar por avaliação de outros cientistas para serem publicados em revista científica. Até agora, a vacina da Pfizer pode ser aplicada em pessoas a partir dos 12 anos – tanto no Brasil como em outros países. Para que a vacina seja aplicada em crianças no Brasil, a farmacêutica precisa solicitar esse uso à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Pedido do Ipen

O Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) confirmou que alguns radiofármacos fundamentais para o diagnóstico e tratamento do câncer deixaram de ser produzidos por falta de insumos. O presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SBMN), George Coura Filho, avalia que entre 1,5 milhão e 2 milhões de pessoas podem ser prejudicadas com a falta de distribuição dos radiofármacos do Ipen, e não apenas os doentes de câncer. Os remédios do Ipen representam cerca de 10% dos medicamentos usados para tratar a doença.

Moradia Legal

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), por meio do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC) Moradia Legal, formalizou parcerias com 39 municípios do Estado para a implantação do Programa. O objetivo é levar o Programa para outros municípios do Paraná. A operacionalização ocorre com a adesão das prefeituras aos instrumentos do projeto. A iniciativa já beneficiou mais de 500 famílias. O Tribunal instituiu o programa com a finalidade de garantir dignidade, inclusão social e segurança jurídica à camada mais carente da população paranaense.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.