Connect with us

Ciência e Saúde

Paraná inicia novo ciclo de monitoramento da dengue

O período registrou 22.946 casos confirmados de dengue, com 23 óbitos.

Publicado

em

A Secretaria da Saúde do Paraná volta a publicar semanalmente o boletim que monitora os casos de dengue, chikungunya e zika vírus no Estado.

A publicação foi interrompida para consolidação dos dados epidemiológicos de julho de 2018 a julho de 2019.

Encerrado no dia 30, com a divulgação do boletim n.º 44, o período registrou 22.946 casos confirmados de dengue, com 23 óbitos. Foram 29 casos de chikungunya e 5 de zika vírus.

O novo período sazonal vai acompanhar os casos da doença por mais um ano, até a última semana de julho de 2020.

A Sesa registra e investiga sistematicamente os casos de dengue no Paraná desde 1.991 e com boletins periódicos desde 2008.

Paralelo ao monitoramento, a Secretaria da Saúde do Paraná apoia os municípios nas ações preventivas da dengue, orientando sobre eliminação dos criadouros e focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

“Neste momento, de início de novo período epidemiológico da dengue, reforçamos nosso pedido para que a população participe deste combate.

O mosquito precisa de água parada para formar os criadouros e a  melhor forma de prevenção da dengue é a eliminação destes depósitos”, afirma o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Segundo o boletim da Sesa, 40,69% dos criadouros estão em locais que acumulam lixo como recipientes plásticos, garrafas, latas, sucatas em pátios  e entulhos de construção; 29,84% estão em vasos de plantas, recipientes de degelo de geladeiras, bebedouros e pequenas fontes ornamentais, 15,77% estão em depósitos de água ao nível do solo para armazenamento doméstico e 6,72% estão em pneus. “São criadouros removíveis, ou seja, que podem ser eliminados facilmente, com uma limpeza no quintal, nos terrenos e até dentro de casa, observando a geladeira, floreiras e os ralos”, complementa a coordenadora da Divisão de Vigilância Ambiental, Ivana Belmonte.

NOVO CICLO

O Informe Técnico da primeira semana do novo período epidemiológico, publicado na terça-feira, 13, apresenta  583 notificações, 43 casos confirmados, distribuídos em 13 municípios. O boletim compreende a semana de 28 de julho a 10 de agosto de 2019.

Os municípios com maior incidência são Uraí, com 44,03 casos por 100 mil habitantes, Bandeirantes, com 19,03 casos e Amaporã, com 16,18 casos por 100 mil habitantes. O cálculo de incidência tem como base os dados populacionais do IBGE pesquisados para o TCU em 2018.

Em relação ao controle vetorial, que detecta a presença do mosquito transmissor nos domicílios, o Informe da Sesa confirma que 329 municípios apresentam disseminação e manutenção de focos e são considerados infestados.

 

Fonte: Secretaria de Estado da Saúde do Paraná

Foto: Secretaria Municipal de Saúde de Paranaguá

 

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.