Connect with us

Ciência e Saúde

Litoral tem 347 notificações de casos de dengue

28 registros de possível dengue estão sendo investigados pelo Estado em Paranaguá neste início de ano, dois em Guaratuba e outros dois em Pontal do Paraná (Foto: AEN/Arquivo)

Publicado

em

Incidência da dengue na região segue estável, mas Paraná registra aumento de 2 mil casos

Na terça-feira, 7, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) divulgou o primeiro boletim de 2020 sobre a dengue, que apontou um aumento de 2.050 casos da doença no Paraná desde o último informe divulgado em 17 de dezembro de 2019, contabilizando um total de 5.343 casos confirmados de dengue em todo o Paraná. Apesar disso, os casos em Paranaguá e no litoral seguem estáveis: dois contabilizados pela Sesa de 28 de julho de 2019 até o dia 4 de janeiro de 2020. Entretanto, a chegada do verão e de temperaturas mais altas no litoral, facilitando a proliferação do Aedes Aegypti, coloca os sete municípios litorâneos em alerta climático de risco alto de dengue. 

Segundo o Informe Técnico 20 da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica da Sesa, foram confirmados apenas dois casos de dengue em Paranaguá e no litoral, de um total de 347 notificações da doença. Dos casos, um deles foi em Paranaguá e outro em Matinhos. Antonina, Guaratuba, Morretes, Pontal do Paraná e Guaraqueçaba não tiveram casos confirmados da doença. Entretanto, 28 registros de possível dengue estão sendo investigados pelo Estado em Paranaguá neste início de ano, dois em Guaratuba e outros dois em Pontal do Paraná.

A SESA chama a atenção para o Serviço de Alerta Climático de Dengue do Laboratório de Climatologia da UFPR disponível no endereço http://www.terra.ufpr.br/portal/laboclima/sacdengue/ referente à semana 01/2020 para que os municípios identifiquem sua situação de risco para a condição favorável à proliferação do mosquito da dengue e intensifiquem as medidas de controle necessárias", informa a Sesa no boletim. De acordo com esses dados, obtidos pelo Laboratório de Climatologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR/LABOCLIMA), o litoral está em alerta de risco alto de proliferação do Aedes Aegypti, principalmente nos municípios de Paranaguá, Pontal do Paraná, Guaratuba e Matinhos, o que demonstra a necessidade de reforço na prevenção por parte do Poder Público, moradores e turistas.

PARANÁ

Segundo a Secretaria de Saúde, há confirmações da doença em 160 município do Paraná e 274 cidades têm notificações de dengue que incluem os casos suspeitos e em investigação, registrando 23.141 notificações em todo o Estado. “Estamos em alerta total no Estado, apoiando as ações de combate realizadas pelos municípios e orientando a população por meio de campanha de prevenção, destacando que Dengue Mata e que é preciso uma mudança de atitude no que diz respeito aos cuidados nos nossos domicílios, eliminando os criadouros do mosquito que transmite a dengue”, afirma o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

Segundo o secretário, cerca de 80% dos criadouros estão nas casas, nos quintais e ambientes internos. “Por isso é necessário se realizar uma verificação semanal. É um dever de todos como cidadãos”, completa Beto Preto. “A estratégia é intensificar os mutirões de limpeza e a verificação de possíveis criadouros do mosquito com a participação da comunidade e órgãos públicos”, salienta o gestor. Na última semana, Beto Preto esteve inclusive em Matinhos participando de atividades de combate ao mosquito, o que demonstra a preocupação da Sesa com a doença também no litoral, apesar do registro baixo de casos.

Na quinta-feira, 9, o  Comitê Intersetorial de Controle da Dengue no Estado do Paraná, instituído em 18 de dezembro pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior, fará a sua primeira reunião. "O grupo, coordenado pela Secretaria da Saúde, é formado por representantes de órgãos e secretariais estaduais e tem o objetivo de implementar ações de mobilização para a intensificação do combate à dengue", informa o Estado.

DICAS DE PREVENÇÃO:

NÃO DEIXE ÁGUA PARADA

Destruir os locais onde o mosquito nasce e se desenvolve. Evite sua procriação.

LIXEIRAS DENTRO E FORA DE CASA

Mantenha as lixeiras tampadas e protegidas da chuva. Feche bem o saco plástico.

VASILHAS PARA ANIMAIS

Os potes com água para animais devem ser muito bem lavados com água e sabão no mínimo duas vezes por semana.

SUPORTE DE GARRAFÃO DE ÁGUA MINERAL

Lave-o sempre quando fizer a troca. Mantenha vedado quando não estiver em uso.

PRATINHOS DE VASOS DE PLANTAS

Mantenha-os limpos e coloque areia até a borda.

COLETOR DE ÁGUA DA GELADEIRA E AR-CONDICIONADO

Atrás da geladeira existe um coletor de água. Lave-o uma vez por semana, assim como as bandejas do ar-condicionado.

PLANTAS QUE ACUMULAM ÁGUA

Evite ter bromélias e outras plantas que acumulam água, ou retire semanalmente a água das folhas.

VASOS SANITÁRIOS

Deixe a tampa sempre fechada ou vede com plástico. Em banheiros com pouco uso, dê descarga pelo menos uma vez por semana.

BALDES E VASOS DE PLANTAS VAZIOS

Guarde-os em local coberto, com a boca para baixo.

RALOS

Tampe os ralos com telas ou mantenha-os vedados, principalmente os que estão fora de uso.

GARRAFAS

As garrafas devem ser embaladas e descartadas na lixeira. Se guardadas, devem estar em local coberto ou de boca para baixo.

LAJES

Não deixe água acumular nas lajes. Mantenha-as sempre secas.

PISCINAS

Mantenha a piscina sempre limpa, mesmo sem uso. Use cloro para tratar a água e filtre periodicamente.

CALHAS

Limpe e nivele. Mantenha-as sempre sem folhas e materiais que possam impedir a passagem da água.

OBJETOS D’ÁGUA DECORATIVOS

Mantenha-os sempre limpos com água tratada com cloro ou encha-os com areia. Crie peixes, pois eles se alimentam das larvas do mosquito.

CAIXAS D'ÁGUA, CISTERNAS E POÇOS

Mantenha-os fechados e vedados. Tampe com tela aqueles que não têm tampa própria.

CACOS DE VIDROS NOS MUROS

Vede com cimento ou quebre todos os cacos que possam acumular água.

TONÉIS E DEPÓSITOS DE ÁGUA

Mantenha-os vedados. Os que não têm tampa devem ser escovados uma vez por semana e cobertos com tela.

FALHAS NOS REBOCOS

Conserte e nivele toda imperfeição em pisos e locais que possam acumular água.

LIXO, ENTULHO E PNEUS VELHOS

Entulho e lixo devem ser descartados corretamente. Guarde os pneus em local coberto ou faça furos para não acumular água.

OBJETOS QUE ACUMULAM ÁGUA

Coloque num saco plástico, feche bem e jogue no lixo: tampinha de garrafa, casca de ovos, copos descartáveis e outros.

FACILITE O CONTROLE DA DOENÇA

Permita sempre o acesso do agente de controle de zoonoses em sua residência ou estabelecimento comercial.

 

Com informações da SESA/AEN

 

 

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.