Logotipo

Campanha de vacinação contra o sarampo é iniciada em Paranaguá e no Brasil

09 de outubro de 2019

A primeira fase de imunização irá até o dia 25 de outubro. Segunda etapa será em novembro, com campanha entre os dias 18 e 30, imunizando a faixa etária de 20 a 29 anos de idade (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Compartilhe

Município conta com 4 mil doses para crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias

Na terça-feira, 8, foi iniciada em Paranaguá e no Brasil a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde e Prevenção (Semsap) da Prefeitura de Paranaguá, todas as unidades municipais de saúde terão doses disponíveis à população em horário comercial. A primeira fase de imunização irá até o dia 25 de outubro e possui como público-alvo crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias. A campanha é uma determinação do Ministério da Saúde (MS) em todo o Brasil.

Segundo a assessoria, o Governo Federal encaminhou na última semana ofício circular para operacionalizar a imunização contra o sarampo em todo o Brasil, com o objetivo de “interromper a circulação do vírus do sarampo e proteger os grupos mais cometidos pela doença no País”, destaca o ofício. Segundo o Ministério da Saúde, a prioridade de vacinação de crianças de seis meses a quatro anos incompletos, se deve ao fato de que elas "apresentam maior risco de desenvolver complicações, tais como cegueira, encefalite, diarreia grave, infecções no ouvido, pneumonias e óbitos pelo sarampo”.

SEGUNDA ETAPA

A segunda etapa de vacinação acontece em novembro em todo o País e em Paranaguá, com campanha entre os dias 18 e 30, imunizando a faixa etária de 20 a 29 anos de idade. De acordo com a União, a priorização deste grupo ocorre "porque o número de casos é expressivo nesta faixa etária", explica. "São Paulo é o Estado com maior registro de casos confirmados, com 3.254, em 126 municípios. O Paraná é o oitavo no ranking nacional da doença, com sete pacientes detectados. Paranaguá tem quatro casos em investigação de sarampo, num total de sete já notificados de agosto para cá. Os três restantes já foram descartados", afirma a assessoria.

PARANAGUÁ

Segundo a Semsap, na última semana Paranaguá recebeu um total de 4 mil doses da vacina contra o sarampo que foram distribuídas em todas as unidades de saúde do município. "Foram 3 mil frascos específicos para crianças com mais de 1 ano e outras 1 mil para os bebês a partir de 6 meses, que os profissionais definem como dose zero", informa a assessoria.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Ligia Regina de Campos Cordeiro, desde a última semana o município realizou todos os preparativos necessários para a vacinação do sarampo em Paranaguá. "Peço aos pais que levem seus filhos em nossas unidades para protegê-los o quanto antes”, destacou.

Segundo a prefeitura, desde os primeiros casos de sarampo registrados em São Paulo há alguns meses, Estado vizinho ao Paraná, a Semsap está com foco em conscientizar a população quanto à importância da vacina contra a doença. “O sarampo é uma doença viral, altamente contagiosa, com uma transmissão bem parecida com a gripe, por meio de tosse, secreções, espirro, pela fala. Os sintomas mais comuns são febre alta súbita, irritação nos olhos (conjuntivite), coriza, manchas brancas na parte interna da bochecha, tosse persistente e manchas vermelhas que começam na cabeça e descem para o corpo todo”, afirma o médico pediatra Jhonatan Aredes. "Ao sinal de alguns dos sintomas, é importante procurar o serviço de saúde mais próximo", alerta a Semsap. A vacina é a única forma de prevenção da doença.

 

Com informações da Prefeitura de Paranaguá


Colunistas