Connect with us

Ciência e Saúde

Agentes de saúde passam por treinamento prático

Profissionais estão nas ruas aplicando o que aprenderam nas aulas

Publicado

em

Todos os agentes comunitários de saúde e de endemias de Paranaguá começaram a receber uma capacitação teórica para estarem aptos a agir nas residências, visando ao combate à dengue e outras doenças. Como sequência da capacitação, os profissionais desde a segunda-feira, 11, têm se dedicado a um treinamento prático para atuarem junto às residências.

A ação é realizada pela Secretaria Estadual de Saúde (SESA), em parceria com a Prefeitura de Paranaguá. A integração entre os profissionais é inédita no Paraná e pode resultar em trabalhos mais efetivos no combate a doenças transmitidas por vetores.

O técnico do Núcleo de Vigilância Entomológica da Secretaria de Estado de Saúde, Ademilson Constâncio de Lima, está na cidade desde novembro do ano passado para ajudar o município a sair da situação de endemia e não entrar novamente em uma situação crítica assim que o clima voltar a esquentar.

O objetivo da capacitação é municiar os profissionais com mais informações. “Levamos mais conhecimento aos agentes de saúde e agentes de endemias para que possam ter um subsídio maior quando forem visitar os domicílios para conseguir realizar um trabalho mais eficaz”, contou Lima.

O técnico de Vigilância Entomológica elencou o conteúdo que os agentes puderam aplicar na segunda etapa que consiste na fase prática da capacitação. “Eles aprenderam mais sobre como abordar uma residência, como se apresentar. Ensinamos as técnicas corretas de como realizar uma visita domiciliar de forma que não fique nenhum foco para trás e nenhum criadouro.”, citou Lima.

TRABALHO EM CAMPO

Aproximadamente 218 agentes receberam a capacitação durante essas duas semanas. Um deles é Carlyle Mesquita dos Santos, que é agente de saúde pública há 38 anos. Para ele, a informação chegou em um momento oportuno. “Veio enriquecer mais o conhecimento do nosso trabalho, deu para tirar bastante as nossas dúvidas, foi um serviço bem atualizado de combate à dengue no nosso litoral”, declarou.

Segundo ele, a abordagem aos domicílios foi facilitada e, com isso, é esperado que os resultados apareçam através conscientização das pessoas no combate à dengue. “Vamos fazer a divulgação, orientar mais para que tenhamos uma resposta melhor da população”, concluiu Carlyle.

Continuar lendo