Logotipo

Parnanguaras arrecadam donativos para famílias de Guaraqueçaba

07 de janeiro de 2019

Duas embarcações com doações já foram destinadas ao município que sofreu com as enchentes no fim de semana

Compartilhe

Na tarde de segunda-feira, 7, a segunda embarcação com as doações dos parnanguaras às famílias atingidas pelas enchentes chegaram em Guaraqueçaba. A Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca de Paranaguá disponibilizou o barco para o envio de roupas, mantimentos e material de limpeza, arrecadados no Ginásio de Esportes Joaquim Tramujas.

Guaraqueçaba sofreu com a forte chuva que atingiu a cidade no sábado, 5, quando foram presenciados deslizamento de terras que causaram o bloqueio da PR-405, que dá acesso ao município. Na tarde de domingo, 6, a estrada foi liberada, mas as famílias afetadas estão tentando reconstruir suas residências.

DOAÇÕES

Quem ainda quiser colaborar, pode levar as doações hoje, 8, ao ginásio, onde equipes de voluntários separam e organizam os produtos e peças que chegam. O secretário municipal de Segurança e coordenador da Defesa Civil, João Carlos Silva, todas as doações são bem-vindas, mas o mais necessário agora são alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza e água potável.

Secretário municipal de Segurança e coordenador da Defesa Civil em Paranaguá, João Carlos Silva, ressaltou que o município tem unido esforços para contribuir com as famílias desabrigadas

LOGÍSTICA

O secretário de Segurança contou como o trabalho tem sido realizado nestes últimos dias.

“Guaraqueçaba foi pega de surpresa, com esse volume de chuvas. Começamos a conversar com o prefeito Ariad Júnior, contamos também com a ajuda da Defesa Civil de Antonina e conseguimos 40 colchões, pois alguns insulanos ao redor de Guaraqueçaba seriam abrigados em Antonina e assim foi feito. As doações começaram a ocorrer rapidamente na Rua da Praia no domingo e, devido ao grande volume, mandamos uma embarcação e, logo em seguida, conseguimos concentrar no Ginásio Joaquim Tramujas e encaminhar a Guaraqueçaba”, disse João Carlos.

Outro ponto destacado pelo secretário foi a solidariedade do parnanguara, que, como em outras situações de alagamentos ocorridas na região, se solidarizou com os moradores atingidos. “O povo foi muito solidário, várias pessoas nos ajudaram na Defesa Civil. O parnanguara é solidário, se comove com a situação do próximo e a resposta tem sido excelente”, concluiu João Carlos.

Prefeito de Guaraqueçaba, Ariad Junior, diz que “70% da população afetada já foi atendida”

PREFEITURA DE GUARAQUEÇABA

O prefeito de Guaraqueçaba, Ariad Júnior, explicou que há um esforço para atender a todos que foram atingidos. “Acredito que 70% da população já foi atendida, por cargas enviadas de Guaraqueçaba e por mantimentos enviados pela estrada de Antonina. Não conseguimos precisar o número exato de famílias, mas não temos mais famílias desalojadas ou desabrigadas, algumas perderam tudo de suas casas”, explicou.

Três pontes foram danificadas, sendo a principal a do Rio Capivari, na comunidade de Tagaçaba de cima. Alguns turistas que estavam na localidade não conseguiram retornar, já que a cabeceira da ponte foi levada pela enxurrada. Segundo o prefeito, Tagaçaba, Tagaçaba de Cima e Assungui foram as comunidades mais afetadas.

“O povo de Paranaguá e Antonina deu um show de solidariedade e eu, como prefeito, representante da população, só tenho a agradecer a todos que de alguma forma puderam colaborar, as orações também contam bastante”, ressaltou o prefeito Ariad.

Alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza e água potável são os itens mais necessários agora

SITUAÇÃO DOS MORADORES

O coordenador de arrecadação e morador em Guaraqueçaba, Wellington Ferreira de Oliveira, disse que os municípios vizinhos colaboraram com os guaraqueçabanos. “O pessoal de Antonina, as secretarias de Paranaguá e a Guarda Civil estão muito empenhadas desde domingo de manhã dando suporte de transporte, como de mão de obra. O que mais precisamos agora são alimentos não perecíveis e água potável, assim como materiais de limpeza”, ressaltou Oliveira.

A estimativa é que 650 pessoas tenham sido prejudicadas em diversas regiões de Guaraqueçaba.

“Este é um número por cima, pois ainda vamos averiguar. Depois que tivermos acesso da estrada começamos a verificar como está a situação. Algumas pessoas estão abrigadas em pousadas dos próprios moradores, a prefeitura entrou em contato com os proprietários para que essas pessoas se abrigassem, porque realmente perderam tudo o que tinham”, contou Oliveira.

Após a chuva, quando a água começou a baixar, os moradores retornaram a suas casas. “Eles estão agora fazendo a limpeza e tentando restaurar uma vida, pois algumas casas ainda estão em pé, outras, infelizmente, não se salvou nada. Vimos animais sendo arrastados pela corrente, cavalos, búfalos e bois foram arrastados como se fossem brinquedos na água. Nunca soube de nada parecido nessa proporção em Guaraqueçaba”, relatou.

Locais de doação:

Além de Paranaguá, que recebe os donativos no Ginásio de Esportes Joaquim Tramujas, a população de outros municípios pode colaborar. Confira os locais:

Antonina: Av. Dr. Carlos Gomes da Costa, s/n.° – Teatro Municipal;

Guaraqueçaba: CRAS – Rua Salim do Carmo, 60;

Morretes: CRAS de Morretes - Rua João Foltran – 542 – Centro;

Curitiba: 1.ª Igreja Batista - Rua Bento Viana, 1200 - Batel.

Colunistas