Logotipo

Cachorro abandonado é resgatado pela GCM na Ilha da Cotinga

19 de março de 2019

Situação comoveu parnanguaras que se manifestaram através das redes sociais. No local, ainda foram encontradas coleiras e uma ossada de um cachorro.

Compartilhe

Uma equipe da Guarda Civil Municipal, da Divisão Marítima e Ambiental, resgatou na manhã de domingo, 17, um cachorro que estava abandonado em um local de difícil acesso na Ilha da Cotinga, nas proximidades do trapiche que dá acesso à tribo indígena. O animal, bastante machucado, recebeu os primeiros atendimentos ainda na localidade marítima.

URUBUS

Dois remadores, entre eles um sargento da Polícia Militar, passavam de caiaque pela região, quando presenciaram um grupo de urubus em cima do cachorro. O animal estava sendo comido vivo pelas aves.

Imediatamente o grupo foi até o local e espantou os urubus. O cachorro, bastante debilitado, recebeu água e comida, enquanto os remadores entravam em contato com autoridades, pelo celular.

OSSADA

No local ainda foram encontradas pelos remadores, coleiras e uma ossada de um cachorro, indicando que a região pode estar sendo usada para degradação de animais, conforme registro fotográfico realizado no dia do resgate. A matéria publicada na rede social da Folha do Litoral News no domingo, 17, chamou a atenção de pessoas que navegam de barco pela região, e muitas delas relataram que sempre avistam cachorros abandonados, em locais de difícil acesso.

RESGATE

O animal foi encaminhado para o trapiche do CIOM - Centro Integrado de Operações Marítimas, e posteriormente, por uma viatura da GCM, para a sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, onde foi atendido por uma veterinária. Integrantes de uma ONG também ofereceram ajuda e disponibilizaram a estrutura de uma clínica para atendimento ao animal.

ATENDIMENTO

De acordo com a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Paranaguá, o cachorro foi atendido ainda no domingo, 17, pela médica veterinária, Elen Cristine Soares, do Departamento Veterinário da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. A veterinária também confirmou, após verificação do corpo do animal, que há indícios de maus-tratos e provavelmente, abandono do cachorro naquela Ilha. Apesar de bastante machucado, o animal está reagindo bem ao tratamento e segue estável. Após o período de recuperação, ele será colocado para adoção.

Fotos: Sargento da Polícia Militar Marcelo Squena e João Paulo.

 

Colunistas