Connect with us

Centro de Letras

Entrudo e Máscaras

No início do século XX, contando com a influência de Caetano Munhoz no Governo Estadual, as autoridades locais transformavam Paranaguá.

Publicado

em

No início do século XX, contando com a influência de Caetano Munhoz no Governo Estadual, as autoridades locais transformavam Paranaguá. Buscavam evitar o êxodo urbano em direção ao longínquo Porto Dom Pedro II, modernizando a velha e insalubre cidade. Com o carnaval não foi diferente. Antigas práticas (de certo modo até mesmo culturais, ou pelo menos tradicionais, ou seja, que aconteciam há muito tempo) não fariam mais parte da folia carnavalesca. Uma série de proibições – contidas no conjunto de regras chamado de “Posturas Municipais do Carnaval” – atacavam diretamente duas características antiguíssimas (talvez até principais) da festa de rua dos parnanguaras: o entrudo e as máscaras.

O fiscal geral Agostinho Leandro da Costa, em nota no “Diário do Commercio”, descrevia as proibições e as consequências em caso de desobediência. Segundo o artigo 187 das Posturas Municipais, estava completamente “prohibido o jogo do entrudo” – deduzo que mesmo apenas com água – e os objetos destinados à brincadeira (em comércios ou lugares públicos) seriam apreendidos e inutilizados imediatamente. O chefe da casa, ao permitir o jogo com os transeuntes, responderia criminalmente da mesma forma que os infratores. Já o artigo 188, dá uma ideia de outros ingredientes utilizados pelos carnavalescos em 1913: polvilhos, graxa, querosene e substâncias semelhantes.

O artigo 246 atingia outras atitudes dos foliões, muito mais ligadas à moral, aos bons costumes e ao respeito pelas autoridades. Seria proibido utilizar máscaras ou roupas indecentes; fazer alegoria contra qualquer pessoa, empregados civis, militares e eclesiásticos; muito menos usar símbolos considerados ofensivos à religião (católica provavelmente). Haveria multa e o indivíduo seria acompanhado pela polícia até em casa para trocar de roupa. Se a sociedade não mudasse, o Banho a Fantasia de domingo certamente seria muito diferente.

Por Alexandre Camargo de Sant’Ana.

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.