conecte-se conosco

Carnaval

Ponta do Caju vai homenagear a São Vicente

Escola de Samba desfila desde 1985 e busca, em 2020, mais um título

Publicado

em

A Escola de Samba Unidos da Ponta do Caju completa 35 anos no dia 28 de fevereiro. Em mais de três décadas desfilando no Carnaval parnanguara, a agremiação coleciona histórias e antecipa que o desfile 2020 será um dos maiores já realizados.

O enredo é uma homenagem à Escola de Samba São Vicente que desfilou de 2004 a 2011 e conquistou 7 títulos. De acordo com o presidente da Ponta do Caju, Anderson Ramos, a ideia é valorizar o trabalho realizado pela São Vicente que até hoje é o tema principal nas rodas de conversas sobre o Carnaval de Paranaguá.

O desfile da Ponta do Caju vai fazer uma viagem no tempo em torno de enredos realizados pela São Vicente.

“Foram desfiles memoráveis que contribuíram para a valorização das escolas de samba e do Carnaval de Paranaguá. Uma história de muita dedicação e conquistas. Hoje ex-diretores, componentes contribuem com outras agremiações levando conhecimentos e aprendizado deixado e adquirido na trajetória do Grêmio São Vicente”, aponta Ramos.

Enredos da São Vicente estarão no desfile da Ponta do Caju: "O Grande Baile Imperial" (2004), "Amazônia Gigante pela própria natureza" (2005), "Porto D. Pedro II O Porto nosso de cada dia" (2006), "A Força do Zodíaco" (2007), "Centenário da Imigração Japonesa no Brasil" (2008), "Sal, muito mais que um tempero! Uma história uma conquista" (2009), "Curitiba! Uma capital sem igual" (2010) e "Faces”(2011).

A Ponta do Caju vai desfilar com 9 alas, 35 destaques e 65 ritmistas. O mestre de bateria é Junior Veneno que assumiu a agremiação ano passado conquistando a nota 10. Rhuana Aal e Markinhos Guaita formam o casal de mestre-sala e porta-bandeira. 

 Trabalhos avançam a madrugada na reta final para o desfile

O desfile da Ponta do Caju será marcado pela luxuosidade. Quem garante é o carnavalesco Glaucio Ayrton que vem trabalhando na escola de samba com o objetivo de fazer um bonito desfile. “Estamos trabalhando muito com materiais reluzentes, afinal a São Vicente era uma escola que primava pelo acabamento das fantasias. Acredito que este Carnaval será especial para Paranaguá e quem ganha com isso é a população que irá presenciar um lindo espetáculo na avenida”, antecipa o carnavalesco.

A Ponta do Caju venceu os desfiles realizados em 1997, 1998, 1999, 2001 e 2003. Foi campeã do grupo de acesso em 2012. Em 2020 é a penúltima escola de samba a desfilar na noite de domingo de Carnaval.

Ensaios da bateria acontecem ao lado do ginásio Albertina Salmon

Bateria é composta por 65 ritmistas

 Rhuana Aal e Markinhos Guaita, mestre-sala e porta-bandeira da Ponta do Caju

 

Confira a letra do samba:

Compositor: Rodrigo Bola

É paixão
Duas escolas num só coração
A Ponta do Caju vem homenagear
A São Vicente mandou te chamar

O chão vai tremer 
o povo vai sambar 
foram lindos carnavais 
ah como é bom recordar
Dancei num baile imperial
no verde da Amazônia o amor linda história me fez viajar ATRAQUEI no Porto nosso de cada dia 
se na faixa tem trabalho 
na avenida tem folia

É Mistério, tradição 
na força do zodíaco a emoção arigato, saionara 
o Japão e sua cultura milenar

Numa pitada de sal 
temperei o carnaval 
exaltei Curitiba 
meu orgulho, minha capital nas faces da alegria 
a cada enredo uma nova magia 
muitas vezes campeã 
no peito deixou saudade 
mas quem sabe um dia volte a brilhar
espalhando a felicidade

Continuar lendo
Publicidade