Logotipo

Filhos da Gaviões e Ponta do Caju abrem o primeiro dia de desfile das escolas de samba de Paranaguá

03 de março de 2019

Comunidades exaltaram a cultura nordestina e resgataram personagens infantis na Avenida do Samba

Compartilhe

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Filhos da Gaviões levou o samba enredo “Oxente! A Filhos da Gaviões vem exaltar o Nordeste”. A escola foi a primeira a desfilar no Carnaval 2019 de Paranaguá, animando os turistas, visitantes e moradores que já usavam as arquibancadas ou se perfilavam ao longo da Avenida do Samba.

Os 40 ritmistas que formaram a bateria da agremiação deram o tom, enquanto os intérpretes Joacir Alves, Anderson Oliveira, Adilson Tempestade, Paulo Martins, Wilson Nogueira, Ferreirinha e Elizeth Mendes cantavam: “mandacaru quando fulora na seca, traz a chuva e a fartura. O tempero se mistura no banquete cultural, Vitalino em sua obra, Maria Bonita e Lampião, nosso rei Luiz Gonzaga fez o hino do sertão”. O autor da letra do samba é Rodrigo Bola.

A escola Filhos da Gaviões foi fundada em março de 2003 e foi campeã em 2013. No Carnaval deste ano, trouxe para a avenida três carros alegóricos, oito alas com 200 integrantes, a maior parte da comunidade onde foi formada, Jardim Guaraituba.

Grêmio Recreativo Escola de Samba Filhos da Gaviões:

Vice-presidente: Solange Gomes
Diretoria de Carnaval: Brígida de Nazaré Monteiro de Azevedo
Diretor de Comissão de Frente: Wellington Fenix
Diretor de fantasia: Osnil Jaques
Diretor da ala das baianas: Rose Fressato
Diretor de alegoria: Luiz Eduardo Poplade
Diretor de harmonia: Lorraine da Silva
Diretor de bateria: Lucas Michel Alves de Lima
Diretoria de casal Mestre Sala e Porta Bandeira: Claudia Nascimento

UNIDOS DA PONTA DO CAJU

A escola de samba Unidos da Ponta do Caju foi a segunda a se apresentar na primeira noite do Carnaval de Paranaguá 2019. Com o enredo “Um sonho de criança”, a agremiação levou para a avenida muita alegria e irreverência, resgatando personagens e brincadeiras que fizeram parte da vida de muitos adultos na época em que eram crianças. 

Foram 250 componentes que tingiram de verde, amarelo e branco a Avenida do Samba, divididos em sete alas, três carros alegóricos e três tripés. O presidente da agremiação, Anderson Ramos dos Santos, agradeceu o empenho da comunidade em dar o melhor para que a escola conseguisse se apresentar.

O samba enredo foi composto por Rodrigo Bola. A interpretação, por sua vez, ficou por conta de Ana Kienteka, Anderson Ramos, Anderson dos Santos, Diego Pereira, Eli Julião, Marlon Rocha e Robert Pereira. Os músicos foram Edinho do Cavaco, no cavaquinho, e Maria Eduarda, na Lira. 

A bateria teve 40 percussionistas, que estavam fantasiados com a roupa do personagem Chaves. A rainha da bateria, Denise Eikes, estava vestida de Chiquinha, outra personagem do seriado mexicano que conquista o mundo inteiro há pelo menos três décadas. 

O secretário municipal de Cultura e Turismo, Harrison Camargo, parabenizou as escolas de samba pelo “belo espetáculo que deram à população e aos turistas que visitam Paranaguá neste Carnaval”. “Sabemos do empenho que nossas escolas de samba têm o ano inteiro para conseguir fazer bonito na Avenida do Samba. Só tenho a agradecer esse comprometimento e essa doação para fazer o melhor pelo nosso Carnaval”, declarou o secretário.

Grêmio Recreativo Cultural escola de samba Unidos da Ponta do Caju:

Presidente: Anderson Ramos dos Santos
Vice-presidente: Tânia Cristina M. da Silva
Carnavalesco: Comissão de Carnaval
Autor do enredo: Anderson Santos
Direto de Carnaval: Marcele Santos
Mestre Sala e Porta Bandeira: Marcos Henrique e Rhuana Aal.

Fonte e fotos: Prefeitura de Paranaguá.


Colunistas